sábado, 27 de julho de 2013

“Onde há Ódio Que Eu Leve o Amor”



O assunto principal desta semana foi com certeza a visita do Papa Francisco.

Por onde passou foi muito grande a emoção das pessoas. De fato, ele transmite uma paz e serenidade muito grande.

Porém, sabemos que as trevas odeiam a luz. Assim como Jesus foi odiado e perseguido por muitos, o Papa Francisco também desperta a ira daqueles que odeiam sua mensagem de paz.

Vimos grupos que fizeram “manifestações” (já virou moda né?) aproveitando que a mídia do mundo todo estava focada no Brasil. Grupos, ou pessoas, de outras religiões se manifestando contra a visita e o carinho que o nosso povo tem para com o Papa. Grupos se manifestando contra a posição da Igreja no que se refere à sexualidade, a questão das drogas, família entre outras mais.

Apesar disso tudo, o foco continuou sendo o Papa Francisco. Seu carisma, sua serenidade, sua fé, falavam sem falar. Mesmo sem falar uma palavra, o Papa Francisco transmite sua mensagem de amor. Enquanto outras precisam gritar, tirar a roupa, ou apelar para serem vistos, o Papa tem uma luz que ilumina as trevas por onde ele passa. Sua luz é Jesus.

E assim como seu “chara” São Francisco de Assis, podemos repetir: “Onde há ódio, que eu leve o Amor”.

0 comentários:

Postar um comentário