domingo, 23 de junho de 2013

A Sabedoria

“Daí, pois, ao vosso servo um coração sábio, capaz de julgar o vosso povo e discernir entre o bem e o mal; pois sem isto, quem poderia julgar o vosso povo, um povo tão numeroso?”
(I Reis 3,9)







acfav | A Sabedoria

Uma senhora muito rica que tinha muitos bens, até demais, em uma viagem que fez chegou a uma cidade onde vivia um homem bondoso que tinha fama de ser santo. Por curiosidade ela foi visitá-lo, entrando em sua casa viu que aquele pobre homem tinha muito pouco: uma cama, uma cadeira e alguns livros...

Sem pensar a senhora lhe pergunta: “Onde estão os seus móveis?”

Ele, porém lhe respondeu perguntando: “E os seus onde estão?”.

Meio sem entender ela lhe respondeu: “Os meus? Mas eu estou aqui só de passagem”.

E o homem lhe diz: “É? Eu também. A vida na terra é passageira, mas vivemos como se fossemos ficar aqui para sempre”.

Certa vez Deus apareceu à Salomão em sonho e lhe disse: “Pende-me o que queres que eu te dê” (I Reis 3, 4-15). Salomão poderia pedir o que quisesse: riqueza, triunfar sobre seus inimigos, dominar sobre os outros reinos e muito mais. No entanto, nada disso ele pediu, pediu sabedoria. E sabemos que Salomão foi um dos homens mais sábios que o mundo já conheceu.

E nós? Se estivéssemos no lugar de Salomão, se Deus nos aparecesse em sonho e nos dissesse para pedirmos o que quiséssemos que Ele nos concedesse o que pediríamos?

Concedei-nos, Senhor, a necessária:
SERENIDADE para aceitar as coisas que não podemos modificar
CORAGEM para modificar as que podemos, e
SABEDORIA para distinguir umas das outras.
Amém.

0 comentários:

Postar um comentário